Programação:

13/02 domingo 20:30 São Paulo, A Symohonia da Metrópole, música ao vivo por io Tragtenberg
17/02 quinta-feira 20:30 ARACY AMARAL e REGINA TEIXEIRA DE BARROS
Moderno onde? Moderno quando? A Semana de 22 como motivação.
24/02 quinta-feira 20:30 LUIZ ARMANDO BAGOLIN
Era Uma Vez O Moderno [1910-1944]
03/03 quinta-feira 20:30 JOSÉ RENATO NALINI
A Academia se manifesta
10/03 quinta-feira 20:30 JOSE DE SOUZA MARTINS
As temporalidades desencontradas no tumulto modernista de 1922
17/03 quinta-feira 20:30 SERGIO MICELI
Modernismo em contexto (SP x MG)
24/03 quinta-feira 20:30 CARLOS AUGUSTO CALIL
“Mário de Andrade no Departamento de Cultura de São Paulo:
“Tudo está por fazer! Tou fazendo”
31/03 quinta-feira 20:30 GUILHERME WISNIK
Utopia Modernista e Arquitetura Brasileira
07/04 quinta-feira 20:30 LIA CALABRE
Ícones da modernidade: o rádio brasileiro das décadas de 1920 e 1930
14/04 quinta-feira 20:30 CACÁ MACHADO
O coro, o boi e o modernista: entre-lugares do popular e do erudito na música brasileira
21/04 quinta-feira 20:30 AUGUSTO MASSI
A experiência poética de Raul Bopp

+ episódios

A EXPERIÊNCIA POÉTICA DE RAUL BOPP

A Academia Paulista de Letras apresenta a palestra “A Experiência Poética de Raul Bopp”, que integra a série “Estudos Atuais”. O poeta, professor e editor Augusto Massi fala sobre o poeta modernista Raul Bopp, autor de “Cobra Norato”, considerada a obra mais importante do Movimento Antropófago. A experiência deRaul Bopp está no centro da antropofagia…

O CORO, O BOI E O MODERNISTA: ENTRE-LUGARES DO POPULAR E DO ERUDITO NA MÚSICA BRASILEIRA

A Academia Paulista de Letras apresenta debate com Cacá Machado, historiador, produtor musical, cantor, compositor e instrumentista. Cacá fala sobre “Ensaio sobre a Música Brasileira” (1928), de Mário de Andrade, a implementação do canto orfeônico no Ensino Secundário (1931) por Heitor Villa-Lobos e o desejo de “coralizar” o Brasil, isto é, de pensar a nação…

ÍCONES DA MODERNIDADE: O RÁDIO BRASILEIRO DAS DÉCADAS DE 1920 e 1930

A Academia Paulista de Letras apresenta palestra com a historiadora Lia Calabre, que focaliza as grandes e rápidas transformações tecnológicas que marcaram o século XX, entre elas o surgimento da radiodifusão. O rádio, utilizado durante os conflitos como uma arma, iria servir a outras finalidades com o fim da Grande Guerra. No Brasil, as primeiras…

UTOPIA MODERNISTA E ARQUITETURA BRASILEIRA

A Academia Paulista de Letras apresenta “Estudos Atuais — Utopia Modernista e Arquitetura Brasileira”. Neste episódio, Guilherme Wisnik, curador, arquiteto e professor da USP, aponta as contradições entre a utopia modernista e a arquitetura brasileira. Wisnik fala sobre a presença irrelevante da arquitetura na Semana de Arte Moderna, em 1922, e discorre sobre a pergunta…

MODERNISMO EM CONTEXTO

A Academia Paulista de Letras apresenta “Estudos Atuais — Modernismo em Contexto”. Neste episódio, o escritor, sociólogo e professor Sérgio Miceli baseia-se nas experiências culturais paulistana e mineira para refletir sobre lutas políticas, diferenciação das elites e falar de “surto cultural”. Miceli comenta ainda as mudanças de padrão de mobilização intelectual e aponta o papel…

AS TEMPORALIDADES DESENCONTRADAS NO TUMULTO MODERNISTA DE 1922

A Academia Paulista de Letras apresenta “As Temporalidades Desencontradas no Tumulto Modernista de 1922”. O sociólogo e escritor José de Souza Martins percebe além dos protagonistas que deram nome e relevo à Semana de Arte Moderna de 1922, destacando nomes que não fizeram parte do evento diretamente. José aponta a simplicidade e as simplificações valorizadas…

A ACADEMIA SE MANIFESTA

Neste episódio, José Renato Nalini, o Presidente da Academia Paulista de Letras, chama a atenção para as transformações e controvérsias que marcaram o Brasil na década de 1920 e conta como jovens artistas sentiram o impacto das mudanças nos hábitos culturais da cidade de São Paulo. A Semana de Arte Moderna de 1922, marcando o…

ERA UMA VEZ O MODERNO

A Academia Paulista de Letras apresenta a mostra “Era Uma Vez o Moderno [1910–1944]”. Composta de desenhos, pinturas, gravuras, livros, revistas e cartas da coleção do escritor e crítico Mário de Andrade, a exposição alude ao livro de Guilherme de Almeida “Era uma Vez”, de 1922, com capa de John Graz, cujos poemas foram lidos…

MODERNO ONDE, MODERNO QUANDO? A SEMANA DE 22 COMO MOTIVAÇÃO

A Academia Paulista de Letras apresenta a exposição “Moderno onde, Moderno quando? A Semana de 22 como motivação”. Com curadoria de Aracy Amaral e Regina Teixeira de Barros, a exposição parte da premissa de que a Semana de Arte Moderna de 1922 faz parte de um amplo e descontínuo processo que extrapola muito o evento…

SÃO PAULO, A SYMPHONIA DA METRÓPOLE

A Academia Paulista de Letras, com a exibição do filme mudo “São Paulo, A Symphonia da Metrópole”, transporta o público para a São Paulo de 1920. Musicalizada ao vivo pelo compositor Lívio Tragtenberg, a película é de autoria dos imigrantes húngaros Adalberto Kemeny e Rudolpho Lustig. Com estética que remete ao cine-montagem vanguardista da década…

FIQUE POR DENTRO DO NOSSO CONTEÚDO, CADASTRE-SE E RECEBA AS NOVIDADES POR E-MAIL:

Nós utilizamos cookies para analisar e melhorar sua experiência de navegação e recomendar conteúdos de seu interesse. Ao navegar pelo site, você concorda com este monitoramento e o uso de cookies. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.

Skip to content