ANNA KARENINA. A HISTÓRIA DE VRONSKY

ANNA KARENINA
A HISTÓRIA DE VRONSKY

138min | 2017| Drama | Idioma: RU

RÚSSIA

SINOPSE

Em 1904, num hospital militar russo numa semi-abandonada aldeia chinesa, Serguey Karenin, chefe local, descobre que um oficial ferido que está sendo operado é o conde Vronsky, amante de sua mãe. Karenin vai até Vronsky e faz a pergunta que o atormentou por toda a vida: o que fez sua mãe querer deixar de viver?

FICHA TÉCNICA

Roteiro e direção: Karen Shakhnazarov
Elenco: Elizaveta Boyarskaya, Maksim Matveyev, Kirill Grebenshchikov

  1. […] ANNA KARENINA. A HISTÓRIA DE VRONSKY […]

    1. Um grande filme, gostei bastante, super produção para os padrões do país. É um filme diferente por trazer a perspectiva do amante da personagem principal, bem depois dos fatos ocorridos. Não tive nenhum problema com o streaming… ainda bem, pois é longo.

    2. Qual é a tolerãncia em minutoas para se começar a ver os filmes? Tentei entrar menos de 1 hora após o início e já não se podia fazê-lo!!!

  2. O filme parou de rodar com 2:17:10 (de um total de 2:23:21, com os créditos inclusos), ou seja, nos últimos minutos, um tremendo desrespeito com a pessoa que assiste ao filme todo, ter o sinal cortado sem ver o final. Revoltante.

  3. Por que mesmo durante a seção não aparece a opção de assistir o filme?

  4. Idem :GRIFO NOSSO”Por que mesmo durante a seção não aparece a opção de assistir o filme?”

  5. FUI ASSISTIR PELA SEGUNDA VEZ E SIMPLESMENTE TRAVOU O MEU NAVEGADOR E OLHA QUE TENHA 100 GB COM UM PROCESS A10. QDO LOGA NOVAMENTE VOCE NÃO CONSEGUE MAIS ACESSAR O FILME. OU SEJA, SE TRATANDO DE BRASIL, NÃO DEIXAR POR MAIS ALGUMAS HORAS O FILME EM EXOBIÇÃO É UM DESRESPEITO POIS NOSSAS INTERNETS SÃO PRECÁRIAS E NÃO TEMOS 5 G AINDA DA HAWEI. SE POSSIVEL DEIXAR ATÉ ALGUMAS HORAS APÓS A EXIBIÇÃO PARA VER.

  6. Tive sorte. Consegui ver sem problemas. Por enquanto é o único que compensou o tempo empregado para vê-lo.
    Considerando que a Rússia não é um bom referencial para cinema, é um filme bem feitinho.
    Não perca tempo com “O caminho para Berlim” e “Braço de diamante”.
    São vergonhosamente ruins.

    1. Discordo. Gostei bastante de assistir tanto o pacifista “O Caminho para Berlim” quanto o divertido ie-ie-ié cômico de Braço de Diamante, um filme do final dos anos 60.

      1. Oi Leo,
        Fiquei muito curioso.
        Você conseguiria me explicar o “pacifista”?
        Será que não dava prá encontrar na Rússia atores melhores?
        Eles são inacreditavelmente ruins.
        Tem uma coisa positiva que eu não posso negar: fiquei muito interessado em ler “Dois na Estepe” e os diários de guerra de Konstantin Simonov em que o filme se baseia.
        Será que os livros também são tão mal resolvidos como o filme?
        Perto dele, tenho que concordar, o “Braço de diamante”, de 1968, até que é bacana.
        Por outro lado, tem aí a influência da minha decepção.
        Quando vejo uma mostra fico na expectativa de encontrar novidades.
        Vamos ver o que teremos pela frente.

        1. A cinematografia russa é bastante rica (nomes como Eisenstein, Dziga Vertov, Tarkóvski, entre outros, tiveram importância no desenvolvimento da sétima arte), mas normalmente temos mais chances de assistir a filmes de outros países. Braço de Diamante é uma comédia do final da década de 60, com muitas cores e foi o maior sucesso de bilheteria da URSS. O Caminho para Berlim é um filme “estranho” sobre guerra, o objetivo é a criação de um vínculo entre os dois personagens que se orientam por propósitos muito distintos no início da trama. E cujas origens diferentes vão ajudando a explicar suas “teimosias”, suas obstinações… Você considerou que os atores não foram bem e eu penso um pouco diferente: acho bastante interessante como eles conseguiram construir uma amizade em 1h20 aproximadamente de filme. Mas há muitos outros filmes para aproveitar, Anderson! Espero que algum outro o agrade. E que bom que pudemos dialogar sobre filmes, mesmo que sem concordar. Um abraço!

  7. Como faço para começar o filme? Começa automaticamente?

  8. Qual o link para o filme?

  9. Se alguém souber aqui como inicia o filme me responde e fala como por favor

  10. Ora, são filmes oficiais, fica evidente. Mas, será que não há cinema oficial russo de melhor qualidade?
    Só se salva parcialmente o Anna Karenina, quando se pode assistir até o fim…
    Para a segunda mostra, esperam-se melhores critérios.
    A ideia é boa, a concretização da mostra é ruim.
    Os filmes russos deveriam ficar por mais tempo para aqueles que têm internet lenta.
    Pelo menos, eu saberia o fim do “Anna Karenina”…
    Que pena ! “Deram com os burros n’água”…

  11. Lindo! A história de Tolstoi recontada 30 anos depois por Vronsky durante a guerra da Russia contra o Japão entre 1904 e 1905.

  12. Figurino e cenários excelentes. No entanto, falha na maneira como retrata a deterioração do relacionamento entre Anna e Vronskiy.

  13. Qual é a tolerância em minutos para se começar a ver os filmes? Tentei entrar menos de 1 hora após o início e já não se podia fazê-lo!!!

  14. Vocês deveriam reapresentar esse filme, muita gente não conseguiu assisti-lo de maneira devida graças a problemas técnicos seja do site seja da internet.

Deixe uma resposta para DeniseMoutinho Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *